Como nos organizamos para enfrentar esta crise

Inspirados em nosso propósito, criamos diferentes frentes de atuação

De 15 de março até o momento, o impacto da Covid-19 não sai de nossas cabeças. Desde então, nossos esforços estão voltados a repensar o papel da CBA B+G nesta crise para a sociedade, clientes e colaboradores. Inspirados no nosso propósito, organizamos cinco frentes de atuação:

A.Ativar a #galeraquefaz
B.Impulsionar a transformação
C.Preparar para o ‘novo normal’
D.Apoiar o home office
E.Manter o time animado

A. Ativar a #galeraquefaz

Resolvemos doar, durante a quarentena, parte da nossa força de trabalho para soluções que minimizem os impactos da Covid-19 na população. Entre nossa equipe, montamos grupos (squads) a partir de candidaturas espontâneas e, através da metodologia de trabalho em sprints de 2 semanas, nos propusemos a solucionar problemas usando processos semelhantes aos realizados junto aos nossos clientes, conectando-nos a parceiros, entre eles entidades assistenciais, lideranças comunitárias e outros projetos também criados no curso da crise, escolhidos segundo o critério de urgência e maior impacto social.

Já entramos na terceira semana de sprints e estão em andamento iniciativas como ‘Trampo em Casa’, ‘Quarentena sem fome’, ‘EPI para todos’ e ‘Ligado na quebrada’. Este último, entregue à UNAS, união dos núcleos e associações de moradores de Heliópolis e região, consiste em um modelo implementável rápido de comunicação para conscientização sobre os perigos do novo coronavírus, numa linguagem simples e direta com o público da favela.

Com estas iniciativas, nosso objetivo é beneficiar grupos de pessoas e comunidades ainda mais vulneráveis frente à crise de saúde e econômica imposta pela Covid-19, utilizando a energia positiva, os conhecimentos e habilidades de nossos colaboradores, colaborando entre squads e mentorias.

B. Impulsionar a transformação

Para garantir o andamento dos projetos em execução e início de novos trabalhos, readaptamos, melhoramos e desenvolvemos novas metodologias de trabalho, envolvendo pesquisa e social listening, execução colaborativa, cocriação, workshop à distância, realidade aumentada e inteligência artificial.

Isto nos deu fôlego para continuar o movimento e garantir o menor impacto possível nos nossos negócios e nos negócios de nossos clientes, concluindo com sucesso importantes projetos já em total isolamento, usando quase que exclusivamente essas novas técnicas. Parte deste resultado pode ser visto em entregas recentes para alguns de nossos principais clientes, como Nestlé KitKat e Nazca. Dá só uma olhada aqui neste vídeo.

C. Preparar para o ‘novo normal’

A partir do abrandamento da pandemia, estaremos finalmente diante do novo mundo já tão prognosticado, cujas necessidades e comportamentos sofrerão mudanças sensíveis. De imediato, já vemos exemplos como o e-commerce ‘sem contato’, a revisão sobre o que é realmente necessário em matéria de consumo e a transformação digital feita à força para muitas pessoas e empresas, que mudará definitivamente as formas de interação, métodos de trabalho e provavelmente o mais importante: a compreensão do valor do tempo e sua divisão entre o que é vital agora e o que é preciso deixar para depois.

Iniciamos um projeto de monitoramento através da combinação de social listening com inteligência artificial, apoiados por ferramentas de pesquisa e a visão aplicada de futurologia embasada, para analisar os vetores destas mudanças de comportamento que serão fundamentais para os futuros projetos de inovação e branding. E certamente farão a diferença na transformação de empresas de todos os portes e segmentos pós Covid-19.

D. Apoiar o home office

Enquanto toda a equipe está reclusa em suas casas, nós analisamos os casos individualmente e agimos para aliviar a pressão e garantir a saúde das pessoas e o andamento dos projetos. Iniciamos o processo disponibilizando equipamentos e a orientação de nossa equipe de tecnologia, recursos humanos e manutenção de ativos. Assim monitoramos todo o fluxo de transferência do escritório para a casa – dos servidores e repositórios de arquivos à logística de cadeiras para garantir a ergonomia.

E. Manter o time animado

Pensando na saúde e imunidade mental de nossos colaboradores, adaptamos nossa comunicação interna no período da quarentena: as newsletters mensais passaram a ser semanais e criamos ‘pílulas de gravidade zero’: conteúdos leves e de interesse comum, enviados a cada sete dias com sugestões de playlists, artigos educativos e dicas de entretenimento e informação.

Também foram adaptados ao mundo online os processos que uniam e garantiam a interatividade entre toda a equipe no mundo físico, como o #PetDayatHome, antes realizado toda última quinta-feira do mês – e agora mantido, mas online e aberto a todos os tipos de pets, não mais apenas para os cães. E outras novidades, como os almoços coletivos online, que por sua vez estimulam outras reuniões de relaxamento entre o time, de forma espontânea.

Mantivemos também a parceria com a startup Cuidas, pela qual nossos colaboradores podem acionar uma equipe especializada caso tenham qualquer dúvida médica, incluindo cuidados com a saúde mental e bem-estar. Além disso, os líderes de área estão mais do que nunca próximos ao RH, avaliando e analisando caso a caso a necessidade de cuidados com o time. Tudo para, mesmo à distância, nos sentirmos próximos, amparados, unidos e fortes durante os meses mais duros da crise, e certamente além dela.

Nossa intenção é seguir transformando juntos, e para isto nos mantemos saudáveis e atuantes. Por dias melhores!

Compartilhe

este post