Quando nossos saberes servem missões e ajudam comunidades

Pesquisa robusta e qualidade técnica são o caminho para auxiliar ONG que trabalha por inclusão social e educacional

Neste tempo de crise, nós da CBA B+G criamos diferentes frentes de atuação que buscam minimizar o impacto da pandemia na sociedade. Uma das iniciativas se caracteriza pela doação de parte de nossa força de trabalho, em que pessoas de nossa equipe se organizam e desenvolvem projetos voluntários. O mais recente deles foi entregue para o Programa Social Jaguaré Caminhos da Congregação de Santa Cruz, instituição que atende crianças e adolescentes da Comunidade Vila Nova Jaguaré, em São Paulo.

Devido à pandemia, a instituição sentiu que era necessário conhecer melhor as famílias dos atendidos em suas 6 unidades, visando compreender a real situação em que se encontram e suas vulnerabilidades. Assim, poderia não apenas oferecer atividades inclusivas sintonizadas com a atual realidade, mas também ter um direcionamento mais certeiro para captações futuras.

A questão que se colocou para nossa equipe foi de ordem prática: como nossos saberes podem ajudar a ONG Jaguaré em sua missão de inclusão educacional e profissionalizante de pessoas em situação de vulnerabilidade social? Via pesquisa. Pesquisa quantitativa. A ONG precisaria conhecer a fundo seu público (mais de 2.000 pessoas no total, contando familiares e atendidos) para poder continuar suas atividades de desenvolvimento e inclusão social.

Dados demográficos, sobre renda, trabalho, saúde e diversos outros foram colhidos e analisados pelo nosso time. Além de tirar um raio x da comunidade, a pesquisa possibilitou gerar um mapa de oportunidades para ações de apoio de curto e médio prazo, um plano que abrange atuações nos campos financeiro, social, educacional e sanitário. O trabalho também inclui recomendações sobre como integrar os resultados da pesquisa à estratégia atual.

Toda a equipe CBA B+G se sente representada pelos profissionais envolvidos no projeto e honrada em poder contribuir para o desenvolvimento de mais de 500 famílias. Nosso lema ‘pegar o que tem de melhor e jogar no mundo do outro’ fez mais sentido que nunca.

Compartilhe

este post

Assine o Blimp, nossa newsletter mensal.